Como fazer amigos e influenciar pessoas

Ao longo de oito décadas, este livro se tornou a referência quando o assunto é o desenvolvimento das relações humanas, das habilidades sociais e da comunicação eficiente. Partindo do princípio de que é preciso se interessar genuinamente por aqueles com quem interagimos, ele mudou a vida de milhões de pessoas, fazendo-as se sentirem mais seguras, abertas e confiantes em seus encontros sociais e profissionais.
Com saborosas histórias, exemplos práticos e ótimos conselhos, esta é uma leitura prazerosa e fundamental para quem deseja criar bons vínculos, se tornar mais persuasivo, deixar uma marca positiva e inspirar os outros com energia e gentileza.

Categoria:

Por que você deve comprar este livro?

Este livro é um clássico da auto-ajuda. Eu li quando estava ainda no Ensino Médio e já me cansei (no sentido positivo) de ver referências a eles e partes em vídeos e cursos na internet.

Como Fazer Amigos e Influenciar pessoas é uma análise sobre a base de como lidar com pessoas e ser gostado. Apesar do título te denunciar erroneamente que você é uma pessoa carente, seu foco é muito mais para relacionamentos no geral do que ser de verdade um guia de como você ter amigos. 

A ideia central é que, para que as outras pessoas gostem de você, primeiro é preciso que você atraia essas pessoas.

Ou seja, não adianta muito você culpar os outros, ou falar que ninguém te entende, ou que o mundo é injusto. Para tanto, o autor dá uma série de dicas e passos para você mudar seu comportamento e o que mudar.

Sobre a escrita: para fazer esse resumo, eu dei uma relida para confirmar algumas impressões. O livro é dividido em quatro partes que te darão ideias claras sobre cada um dos aprendizados, o que ajuda a releitura e você retomar a partes específicas.

Além disso, o livro é cheio de citações, histórias e contos de políticos e pessoas famosas. A edição que eu tenho é de 2009, então são personagens mais históricos. Não sei dizer que as edições mais novas têm referências mais atuais.

O tesouro do livro: ainda que o livro seja de 1936, os princípios são muito válidos ainda hoje – não atua ele tá sempre na lista de mais vendidos. Os fundamentos do livro giram em torno de 1) não critique ou reclame; 2) seja sincero nos seus elogios; e 3) forneça o que as pessoas querem. 

Quando a este último ponto, deixo aqui uma citação para deixar mais claro o ponto:

“O único meio existente na terra para influenciar uma pessoa é falar sobre o que ela quer e mostrar-lhe como realizar o seu intento.”

Por fim, recomendo demais esse livro. Se você está migrando de área, saindo de algo mais individual para algo mais relacional, esse livro vai te ajudar demais. Se você já trabalha com interação com público, digamos, com até 5 anos na área, esse livro não trará insights incríveis, mas pode ser incrível para você sintetizar práticas e conhecimentos “adormecidos” em você, dando nome aos bois..

Nota final:

⭐⭐⭐⭐⭐ 5/5

Este é um link de afiliado para a Amazon. Eu recebo uma pequena porcentagem se você comprar usando este link, assim como forma de apoiar meu trabalho ❤️